Enduro em Leiria

DCIM119GOPRO

Este fim‑de‑semana fui pela primeira vez a uma prova da taça nacional de enduro, a última do ano por sinal. Tendo como únicas experiências do género as Fox Enduro Race na Lousã, pensei que em Leiria as coisas iriam ser mais acessíveis não só em termos técnicos como físicos, até porque a altimetria da zona é mais simpática. 

Cheguei tarde no sábado (ás 15h), e o meu reconhecimento ficou pelas PEC ali mais perto, a 1 e 4. As coisas pareciam bater certo com os relatos e videos que circulavam, os troços eram na maioria single tracks/estradões acessíveis para toda a gente e sem grande desafio técnico a não ser pelo facto de estar tempo de chuva e piso molhado. 

PEC4

Havia prenuncio de um domingo de chuva constante que felizmente não se verificou ali na zona, mas cedo percebi que o desafio não iria ser a chuva, ou as PEC. O desafio seria conseguir fazer as ligações a tempo de não penalizar!

Como não fiz o reconhecimento total da prova não tinha ideia do quanto dura seria a ligação para a PEC2 na Sra do Monte. 7km numa média de 10 a 20 % de inclinação com a grande parte em alcatrão. Não obstante subir para a Sra do Monte por estrada uma vez, teria de o repetir na ligação seguinte para a PEC3! Que mega seca! Segunda contagem de montanha de 3ª categoria em bicicleta de 14kg com pneus 2.35 com mais 1kg de lama agarrada.

Eu sou péssimo trepador, sou pesado admito, mas ando regularmente de bicicleta e acho que no entanto existem mínimos para que se possa desfrutar e tirar partido do que realmente interessa, as PEC!

 As ligações numa prova de enduro são quanto a mim o meio para chegar a um ponto de PEC, e até uma oportunidade de criar momentos mais descontraídos sem estar a “contar” mas em prova. O regulamento até prevê ligações em transporte mecânico se a organização o entender, por isso não entendo apertar os tempos nas ligações a não ser por motivos de horário de prova.

“6.5.3.  Não há restrições quanto à natureza das ligações, podendo o acesso cada PEC ser feito em bicicleta (preferencialmente) ou por meios mecânicos (teleférico, camião, etc.), ou ambos, definido previamente pelo organizador e devidamente autorizado pelo Colégio de Comissários.

6.5.3.1. No caso de utilização de meios mecânicos, estes terão que ser providenciados exclusivamente pelo organizador. “

Considero fundamental que quem faz o planeamento do tempo de uma ligação considere um ritmo confortável para todos, contando até com possíveis furos ou alterações climáticas, sob o risco de prejudicar toda a participação e no nosso foco de interesse, as PEC. Há quem diga que enduro junta o xc com o dh e há que ter preparação física, neste mas caso foi mais juntar estrada com xc… e pelo que percebi esta prova nem foi das piores neste sentido.

Ao contrario de outros rescaldos apenas consigo falar de ligações em vez das especiais (PEC), o que diz muito do que foi realmente marcante para mim nesta prova. 

1Tirando isto acho que estava bem marcada as pessoas preocupadas em garantir que funcione e claro no final do dia é melhor continuarem a existir provas de enduro do que não existam, acho eu…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s