Review Kona Dew FS 2010 56″

Porquê?

Como nem só de AllMountain vive um homem, a Elite fez um teste à bicicleta Kona Dew FS de 2010, designada pela marca para o segmento citadino e pequenos passeios. Devido a uma promoção à Pingo Doce na loja chainreactioncycles, é possível adquirir um exemplar deste modelo por pouco mais de 400€, valor cifrado em metade do PVP anunciado. Ora devido ao factor económico, esta bicicleta torna-se uma opção extremamente competitiva no mercado, e por todos gostarmos de bons negócios, a Elite vem apresentar uma análise a esta Kona.

Não fosse esta uma marca bem querida de alguns de nós, foi criada em 1988 e está no génese do actual BTT, demonstrando soluções irreverentes e inovadoras, bicicletas muito competentes e divertidas, com cores berrantes. Ainda hoje em dia Kona é sinónimo de diversão em cima da bicicleta, e nenhum dos seus modelos foge à regra. As bicicletas citadinas são uma necessidade para se quem quer mover em Lisboa, e nada como andar numa bicicleta destas com pedigree de montanha para aquecer o sangue logo pela manhã.
A Montagem:

O quadro que equipa este conjunto distingue-se pelas acentuadas curvas na zona frontal, e por uma testa altíssima. O eixo pedaleiro é relativamente baixo para oferecer estabilidade e a distância entre eixos bastante curta. Este último factor poderia tornar a bicicleta menos estável, mas umas rodas 700c com pneus generosos compensam essa característica. Tudo isto é pensado de forma a oferecer uma posição de condução confortável, onde o ciclista pode andar com as costas direitas e ver por cima dos outros veículos, e sem necessita de se curvar para agarrar o guiador. O quadro tem furações para duas grades de bidon, guarda-lamas e porta-bagagens. A pintura é fosca e de qualidade aceitável.

Começando pela frente, temos um guiador com uma elevação média, largo, com 620mm, acupulado num avanço de comprimento 90mm e inclinação 6º. O tubo de direção no qual está montado apresenta cerca de 8 cm fora do quadro, tapados espaçadores de tamanhos variados. Os punhos são de borracha de qualidade normal.

Os travões Shimano 486 com discos de 160mm oferecem potência de sobra para o género de utilização pretendido, e são muito doseaáveis, nada bruscos.

A suspensão Suntour SF10-NCX-D LO Lite 63mm livra as mãos dos impactos inesperados e algumas vibrações. O seu bombear ainda é notável, mas tem bloqueador para eliminar esse efeito. É uma suspensão que cumpre com a sua função, apesar de bater no topo quando funciona com o bloqueio na posição intermédia. Como tal, aconselha-se atenção com este regulador, pois não parece nada saudável dar pancadas com a suspensão bloqueada, ou semi-bloqueada.

As rodas são bastante rígidas lateralmente, mas oferecem algum conforto em pisos mais irregulares. Os pneus Continental Country Ride são de dimensões generosas, bons roladores, mas com tração em piso molhado, até agora nunca fugiram, e até em estradas com algum óleo foram testados. São também resistentes a furos, pois ainda não os vi vazios.

O conjunto espigão/selim é fornecido pela própria Kona, sendo que o primeiro oferece um sistema de amortecimento simples mas eficaz, com regulação de pré-carga e uns 2cm de curso. O selim é bastante espesso, e tem uma superfície na traseira, oferecendo bom suporte a esta posição de condução mais exigente para o pélvis e rabo.

A transmissão é constituída por componentes de gama média-baixa da shimano (altíssima de considerarmos apenas o segmento citadino) com uma pedaleira tripla FSA. As cremalheiras são maiores que o normal para BTT, oferecendo relações mais longas que permitem rolar a grande velocidade. A cassete tem um alcance muito bom (32-11), e como tal existem sempre relações adequadas a todos os troços, seja para andar a 70 km/h a descer, como a subir paredes de alcatrão a 4 km/h. Os desviadores e shifters funcionam de forma precisa e bastante silenciosa. Os pedais é que são fraquitos.

Peso: 13.1KG

A Andar:

Na cidade notamos claramente que a posição é a mais acertada. Com os olhos por cima dos carros temos uma noção mais abrangente do trânsito e da sua dinâmica. Esta posição de condução é muito relaxada, convida o pouco esforço (e menos suor), utilizando relações bem curtinhas nas subidas, mas quando embalada há sempre pedalada, e rapidamente percorremos os nossos trajetos, em segurança e sem um esforço grande. As furações no quadro promovem a instalação de acessórios que facilitam a vida a quem se desloca para o trabalho, como o porta-bagagens traseiro e os guarda-lamas. Com um guiador tão largo também é possível montar um cesto na dianteira. O conjunto dos pneus, rodas, quadro e espigão elimina quase todas as vibrações e amortece os impactos, dando sempre sensação de que o piso é agradável. Mesmo com chuva os pneus, que rolam particularmente bem, oferecem tracção suficiente e os travões garantem uma paragem muito controlada e rápida.


Eu peguei na bicicleta e adaptei-a para uma viagem de quase 7 horas pelo Oeste de Portugal continental. Nada de grandes mudanças: coloquei uns pedais de encaixe, um selim Brooks, um porta-bagagens, uma grade de bidon, virei o avanço para a elevação negativa, e troquei-o as anilhas da direção, ficando na posição mais inferior possível. A experiência correu muito bem, foi uma viagem confortável, rápida, e com pouco esforço, pois as relações pesadas da transmissão permitem andar a alta velocidade, acompanhando bicicletas de estrada. Apenas o guiador se revela largo para questões aerodinâmicas.

Conclusão:

Muito boa bicicleta para utilizador citadino e turista, com todos os condições necessárias para aventuras de 5 minutos ou 5 dias.

Positivo:
-Preço promocional excelente;
-Componentes de qualidade e duráveis;
-Adaptabilidade da geometria;
-Conforto;

Negativo:
-Estética talvez não agrade a todos;
-Pedaleira de 175mm num quadro 56″ (demasiado longos);
-Peso poderia ser mais baixo;
-Pedais;

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s